Kah Fernandes.

Resenha: A cor de Coraline

09:00


Ai gente, que coisa mais fofa, linda e delicada eu encontrei neste livro. São poucas páginas, mas com lições que nos remetem a pensar que todos deveriam aprender, saber e acima de tudo: colocar em prática. “A cor de Coraline” é linda por demais então hoje eu vou contar para vocês o que achei dele.


Título: A cor de Coraline
Autor(a): Alexandre Rampazo
Editora: Rocco Jovens Leitores
Páginas: 32
Ano de Publicação: 2017
Gênero: Infanto juvenil
Nota: 5/5
Obs: Livro cedido em parceria com a editoraSinopse: Quantas cores cabem na pergunta “Me empresta o lápis cor de pele?”. Em A cor de Coraline, o ilustrador, designer gráfico e escritor Alexandre Rampazo passeia pelas inúmeras possibilidades contidas numa caixa de lápis de cor e na imaginação infantil a partir da pergunta de um colega para a pequena Coraline, e mostra que o mundo é mais colorido – e diverso – do que nos acostumamos a pensar. Com texto curto e bem-humorado e ilustrações graciosas, o livro aborda o tema da diversidade de forma lúdica para os pequenos. A quarta-capa é assinada pelo premiado escritor Ignácio de Loyola Brandão.

Confesso que não sou de ler livros ilustrados, na verdade tinha muitos anos que não lia nada semelhante a este. Mas uma amiga me recomendou ele quando soube de seu lançamento e disse para eu testar descobri o que eu sentiria. O resultado? Acho que irei começar a escutar mais suas indicações.

Deixa eu lhe fazer uma pergunta: qual a sua cor? Verde? Rosa? Amarelo? Azul? Marrom? Pois bem, neste livro você pode ser o arco-íris se assim o desejar. E sabe o que vai acontecer no final? Você ainda será você. Não existe essa coisa de cor neste livro, e é justamente isso que ele propõe.


Delicadamente e inocentemente notei que o livro trata sobre o racismo que ainda infelizmente existe na nossa sociedade. O preconceito ainda é enorme, uma coisa que a meu ver não deveria existir nunca. Mas existe. Porem para crianças isso não existe, bom, não existe até que se tenha uma concepção de diferença de cores, infelizmente em alguns casos gerados pelos pais. Lamentável eu sei.

Mas as ilustrações bem-feitas e uma linguagem mais do que simples e divertida foi e é um livro que se lê em questão de minutos. Você sorri, se distrai e ao final reflete, assim como eu refleti. A mensagem é bem clara, nós somos a cor que quisermos ser, sem mais nem menos, e no final das contas, não tem diferença, não é uma cor que lhe defini e sim seu caráter.


Me senti tão bem lendo esse livro, as ilustrações são lindas, muito bem-feitas, o diálogo como eu disse é bem simples, é aquele livro que você deve ler para uma criança ou faze-la ler. De qualquer forma deve ser lida. E mais uma coisa linda, o livro é em capa dura, ótimo não é? Bom para as crianças aproveitarem ao máximo a leitura sem se preocupar em estragar nada. Adorei, super recomendo a leitura.

Beijos. 

Você vai gostar de ler também...

6 comentários

  1. Olá!
    Que interessante este livro. Acho que estes livros ilustrados estão tomando conta do nosso universo literário, pois já vi muitos deles por aí. Eu ainda não li nenhum deles, mas confesso que estou bem curiosa para conhece também. Este que você citou, é muito lindo. Vontade de tê-lo em minhas mãos e só deixá-lo quando a leitura acabar. Uma fofura.

    ResponderExcluir
  2. Oii
    Que livro lindooo!!!
    Confesso que também não estou habituada a esse tipo de leitura, mas fiquei super interessada nesse. Dica anotada!!!
    Bjs
    http://blog-myselfhere.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Que lindo!
    Eu curto muito livros para criança, nunca tive essa oportunidade na minha infância. Comecei a ler muito cedo, porém, fotonovelas e outros que encontrava, livros infantis só na idade adulta para os meus filhos e meu prazer rsrsr
    Dica super anotada para ler e presentear sobrinhos e netos!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. aaah, deve ser um livro encantador. amo livros infantis e que conscientizem os pequenos desde cedo...
    sugestão anotada pra ler com Miguelito [meu sobrinho] ♥
    bjs :D

    ResponderExcluir
  5. Olá, além das ilustrações serem uma fofura o livro trás um tema muito bom com uma forma simples de mostrar sua mensagem contra o preconceito para as crianças *-* Adorei a dica.

    ResponderExcluir
  6. Que fofura! Adorei a foto de abertura ♥
    Não conhecia o livro, mas com certeza é uma obra que deve fazer pensar. É meio que "cultural" falar lápis cor de pele, né? Mesmo depois de muito estudar e ler a respeito do tema, às vezes me pego falando isso. SHAM ON ME.
    Sem dúvidas uma ótima leitura não só para crianças.

    Beijos
    Duas Leitoras - Promoção de aniversário rolando no blog! Serão 3 vencedores!

    ResponderExcluir

//]]>