Gabriela Cerqueira

Resenha:O garoto dos meus sonhos

09:00


Título: O Garoto dos meus sonhos
Autora: Lucy Keating
Editora: Globo Alt
Gênero:Fantasia/Romance
Ano de Lançamento:2016
Páginas:264
Nota: 4/5
Sinopse:Desde quando consegue se lembrar, Alice tem sonhado com Max. Juntos eles viajaram o mundo, passearam em elefantes cor-de-rosa, fizeram guerra de biscoitos no Metropolitan Museum of Art... e acabaram se apaixonando. Max é o garoto dos sonhos – e somente dos sonhos – até o dia em que Alice o vê, surpreendentemente, na vida real. Mas ele não faz ideia de quem ela é... Ou faz? Enquanto começam a se conhecer, Alice percebe que o Max dos Sonhos em nada se parece com o Max Real. Ele é complicado e teimoso, além de ter uma namorada e uma vida inteira da qual Alice não faz parte. Quando coisas fantásticas dos sonhos começam estranhamente a aparecer na vida real – como pavões gigantes que falam, folhas de outono cor-de-rosa incandescente, e constelações de estrelas coloridas –, Alice e Max precisam tomar a difícil decisão de fazer isso tudo parar. Mesmo que os sonhos sejam mais encantadores que a realidade, seria realmente bom viver neles para sempre?

 Penso que essa resenha será um pouco dificil de ser escrita. Reparem que quando nos identificamos muito com um livro ou quando gostamos demais dele, é meio que angustiante conseguir escrever sobre isso. Não que o livro tenha virado o meu favorito da vida, ele é bom, não ótimo ou maravilhoso, nem uma história que eu irei levar para sempre na minha cabeça. Porém uma coisa que eu aprecio muito é quando eu consigo me identificar com um personagem, digo a vocês que essa resenha pode ser tornar um pouco pessoal demais, mas vamos lá.

Alice é uma garota de 16 anos e desde que se lembra ela sonha com um garoto chamado Max, sua infância e adolescência foi toda vivida com o Max na cabeça, ele era seu namorado praticamente, mas ele só existia em seus sonhos. Porém um dia seu pai resolve se mudar para Boston, o que Alice não aceita muito bem por ter que se separar de sua única amiga, mas o que ela não esperava era encontrar na sua nova escola o Max, aquele mesmo Max que aparecia em seus sonhos por anos e ele não era nada como ela sonhava.
"Mas a ironia é que ela está meio que certa. Estou começando a perceber que talvez eu nunca o tenha conhecido. Não por completo de qualquer forma. E que sonhos e realidade estão longe de ser a mesma coisa."
 O resto do livro é somente eles dois tentando entender o motivo de um sempre aparecer no sonho do outro e como acabar com isso, pois infelizmente Max tem uma namorada. Mas eu dizer isso a vocês faz parecer que a história é bem "blé", que não tem nada demais e não tem na verdade, mas te digo que esse livro me pegou em um ponto delicado.

Ele mostra para você aquela situação em que você passa muito tempo com uma pessoa em sua cabeça, você a conhece perfeitamente, todos seus pensamentos, desejos, vontades e personalidade. Porém em um momento você percebe que aquilo tudo era uma grande mentira e aquela pessoa não era nada do que você pensava, você apenas tinha criado isso em sua cabeça, e isso é uma coisa que eu faço repetidamente, então ver tantas frases de efeito nesse livro escancarando essa verdade na minha cara foi algo que eu absorvi demais e fez o livro não ser só um romancezinho adolescente sem pé nem cabeça.
"Ouço sua respiração devagar de trás de mim,e minha garganta fecha. Não sei por que espero que ele salte da cama e saia correndo pela porta,para nunca mais voltar, mas espero. Não consigo evitar." 
Apesar de eu ter adorado dos assuntos tratados e dos pensamentos e inseguranças da protagonista, o que me fez não dar a nota máxima ao livro foi o fato de eu ter sentido que a autor criou essa fantasia deles se encontraram nos sonhos, tratou ela como algo cientifico, neurológico mas não explicou como ela foi criada.

Eu esperava que ela se aprofundasse mais um pouco nessa parte, saber o que a médica fez com eles para isso acontecer teria sido uma parte crucial na história que a autora simplesmente pulou como se não valesse a pena trabalhar com esse assunto. E além disse eu também senti falta dela trabalhar um pouco mais com os personagens secundários, pois a Sophie e o Oliver são ótimos e eu ficava pedindo por mais cenas com eles, até gostaria que tivesse talvez um livro a parte sobre eles dois.

Penso que para quem não se identificar com a personagem assim como eu, esse livro vai ser só mais um romance bobo de adolescente para passar o tempo, mas indico que leiam, mesmo que só seja realmente para passar o tempo. O fato da autora trabalhar bastante com o tema "sonhos" nesse livro, ele é muito fantasioso e cada capítulo que contém um sonho da Alice e do Max te tiram da realidade de uma maneira incrível, foi uma leitura rápida mas que com certeza me marcou nem que seja um pouquinho.

Beijos e até a próxima resenha.

Foto retirada do blog BelaPsicose.com


Você vai gostar de ler também...

10 comentários

  1. Gabis,

    Eu estou com esse livro na estante, esperando leitura e bem ansiosa. Acho que vai ser uma ótima leitura! Obrigada por partilhar. Sua resenha está ótima! Abração,
    Drica.

    ResponderExcluir
  2. adorei tua resenha, espero que esses pontos negativos que tu disse nao me atrapalhe, pois eu estou louca para ler esse livro, eu adorei a premissa..

    perolasdelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, Gabis! Como não gosto de romances, passo a dica pra quem gosta, mas me atentei ao seu comentário de a origem dos sonhos não ser explicada. Alguns livros que li perderam a beleza criada anteriormente por essas pontas soltas que ficam, fazendo a gente especular uma possível origem/dedução. Gostei bastante de sua resenha. Beijocas :*

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Sempre quis ler algo da autora, porém não sabia qual livro começar primeiro, até que vi a capa desse livro, me apaixonei perdidamente *----* Eu gostei da premissa, mas fiquei meio receosa em relação a explicação dos sonhos, porque não curto muito livros com pontas soltas. Contudo, só lendo para saber né, e eu estou bem curiosa para conhecer esses personagens. Adorei a mensagem que a autora quer passar com a história, preciso muito desses sábios conselhos haha.

    ResponderExcluir
  5. Oi Gabis, tenho lido várias resenhas deste livro, mas não fiquei ainda empolgada em ler. Mas é legal saber que você se identificou com algumas partes e gostou dá leitura.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  6. Gosto muito da capa desse livro. Mas o enredo não me conquista. Você destacou pontos legais, mas, para mim, continue sendo só mais um clichê adolescente. A parte mais interessante, a dos sonhos, não é trabalhada.

    Beijos@

    ResponderExcluir
  7. E aí Gabis! Desde que vi esse livro pela primeira vez, me apaixonei pela capa! Um docinho. E fiquei ainda com mais vontade de ler depois da sua resenha. Amo esse trem de sonho se confundir com a realidade. Vou adquiri-lo o quanto antes.
    bjsss

    ResponderExcluir
  8. Oii Gabis, tudo bem? Gostei muito da sua resenha! Eu quero muuuito ler esse livro, pois sinto que irei amar. Adoro leituras assim, rapidinhas e gostosas para passar o tempo. Espero conseguir ler em breve. Uma pena a autora não ter explicado tão bem sobre as questões neurológicas mesmo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Quis muito ler esse livro quando me indicaram pela primeira vez mas infelizmente os spoilers que me deram me fizeram perder a vontade :(
    Espero que com sua resenha eu me anime a tentar de novo!

    Adoro seu blog!
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi Gabis, tudo bem?
    Esse livro me lembrou muito Hugo e Rose, que foi publicado pela Agir e tem exatamente a mesma premissa, incluindo o ponto dos sonhos mútuos ser tratado como algo científico mas, diferente desse, Hugo e Rose tem uma pegada mais pesada, como um suspense. Fiquei curiosa pra saber como essa mesma premissa foi desenvolvida por essa autora, já que os rumos da trama parecem ser bem diferentes.
    Beijos!

    ResponderExcluir

//]]>