26 de jul. de 2018

Resenha: Uma duquesa qualquer


Enfim vamos bater um papo sobre o quarto volume dessa série que tanto amo e que a cada volume amo mais e mais, espero que gostem pois eu certamente amei e certamente estou bem feliz de estar aqui conversando com vocês sobre "Uma Duquesa Qualquer", espero que gostem. 


Título: Uma Duquesa Qualquer
Autor(a): Tessa Dare
Editora: Gutemberg
Páginas: 272
Ano de Publicação: 2017
Gênero: Romance
Nota: 5/5
Sinopse: O que fazer com um duque relutante em se casar? A Duquesa de Halford – e mãe de Griffin, o duque libertino, irresponsável, que deseja apenas os prazeres da vida – tem o plano perfeito. Na verdade, ela conhece o lugar perfeito… Spindle Cove.
No paraíso das jovens solteiras, a duquesa insiste para que o filho escolha uma dama. Qualquer uma. E ela a transformará na melhor duquesa de Londres. Griff, então, decide achar alguém que acabará com os planos e com a ideia maluca de forçá-lo a se casar… Ele escolhe a atendente da taverna Touro & Flor, Pauline Simms – que nunca sonhou com duques ou com casamento, mas sim com o dinheiro que possibilitaria uma mudança completa em sua vida e na vida da pobre irmã, Daniela.
O duque e a Srta. Simms estabelecem um acordo: a mãe de Griff tem uma semana para transformar a criada em uma duquesa perfeita, então Pauline deverá ser um desastre durante sete dias e, se tudo der certo (ou melhor, se tudo der completamente errado), receberá mil libras e poderá realizar o sonho de construir a própria biblioteca em Spindle Cove.
Em pouco tempo, porém, o duque é surpreendido ao conhecer Pauline e descobrir que a moça é muito mais do que uma simples atendente, e a atração entre os dois é inevitável. Mas em um mundo em que as classes sociais são o que realmente importa, vence a ambição ou o coração?

Aqui teremos um inicio um tanto cômico, imagina acordar dentro de uma carruagem sem saber ao certo onde está ou como chegou ali? O único rosto familiar que tem em sua frente é sua mãe que está bem da tranquila. Sim essa cena está acontecendo com Griff que é o nosso oitavo Duque de Halford, que até o momento é o ultimo de sua linguagem e se depender dele será exatamente isso para sempre, ou seja, a linhagem finaliza com ele, o problema é que sua mãe não compartilha desta visão e não aceita nem um pouco esse fim, como ela mesma diz: está velha e quer netos, precisa de netos em sua vida.

Agora o mais engraçado é Griff está sendo “sequestrado” pela própria mãe e sendo arrastado para uma cidade que bem conhecemos, Spindle Cove, a proposta de sua mãe é que ele escolha qualquer mulher que ela terá o poder de transformar ela em uma verdadeira Duquesa em somente uma semana, não importando sua origem. Sem saber como sair dessa enrascada Griff se vê em uma situação que precisa reverter então seu plano é o seguinte: escolher a mulher menos qualificada para o “cargo” e assim fazer com que sua mãe falhe miseravelmente e ele assim tenha a paz que tanto almeja.

"De repente, Griff se pegou segurando um sorriso. Ela era perfeita. Grosseira, sem instrução, completamente deselegante. Um pouco bonita demais. Uma garota mais sem graça serveria melhor aos seus propósitos. Mas apesar da beleza, ela teria que servir.– Ela – ele declarou. – Eu escolho ela."

É ai que entra Pauline Simms, ela não é exatamente uma estranha, pois está presente em todos os outros livros dessa série. Uma balconista no bar da cidade trabalha muito para cuidar da irmã que tem necessidades especiais, já que seus pais são um descaso em absoluto com a criação de ambas. Muito trabalhadora seu maior sonho é abrir uma biblioteca na cidade de Spindle Cove para que assim todas as mulheres tenham acesso à leitura. Mas ela não quer somente os romances água com açúcar que todos já estão acostumados, ela quer os romances tórridos, aqueles que são reservados somente para as casadas e olhe lá. E para isso ela sabe que terá que trabalhar muito para conseguir dinheiro suficiente para tal coisa.



Depois de um inicio de manha que termina com ela coberta de farinha e deixando ela em um estado calamitoso nunca lhe passou pela cabeça que assim que entrasse no bar, seu ambiente de trabalho ela seria “cortejada” e teria uma proposta de casamento, muito menos de um Duque. Exato, assim que Griff entra no bar e bate o olho em Pauline ele sabe que será impossível transformar ela em uma mulher refinada e digna do titulo de Duquesa, o que é ótimo, pois assim ele dará uma lição em sua mãe e poderá ter sossego. Falando com ela sozinho ele propõe um acordo: uma semana com ele e a mãe em Londres e fazer totalmente o contrario de tudo que sua mãe instruir ela fazer. Com a quantia oferecida Pauline vê a oportunidade real de conseguir realizar o seu sonho.

Que mal fará uma semana em Londres, roupas novas, tudo novo, e no fim uma boa quantia em dinheiro?  Olha não posso dizer que será uma semana tranquila e muito menos fácil, entre segredos de um Duque muito perturbado com o passado, uma velha Duquesa que é mais esperta que uma raposa e muita dose de sociedade britânica muita coisa pode acontecer e posso dizer que esse foi um dos meus favoritos, nossa gente como eu ri com esse livro, como me deliciei com esses personagens. Nunca imaginei que iria me divertir tanto ao inicia a leitura, mas no final eu simplesmente não queria abandonar nada queria ler sem parar e acabou que virei noite sem dormir, fazer o que.

"Parecia que qualquer jovem com problemas para encontrar seu lugar na vida (…) podia encontrar um lar mais feliz nas páginas de um livro."

Temos personagens tão marcantes, dessa vez Tessa trabalha com uma personagem que não vem da realeza e nem é aristocrata, é somente uma balconista com um sonho e muita determinação e caráter, e temos um Duque que não almeja casamento por conta de um trauma que impactou muito ele e não deseja passar por isso novamente, deseja viver na mais profunda solidão e se privar de tudo e todos. Personagens que em “um mundo normal” não teria nada a ver um com o outro mas que no fim foram feitos um para o outro, Simplesmente lindo de poder acompanhar esse crescimento e evolução de ambos os personagens, e claro rir muito no percurso todo.

O quarto volume dessa série acalentou meu coração e eu amei poder ler, minha alegria maior é saber que poderei conhecer a autora dentro de alguns dias, pois irei até São Paulo para poder bater um breve papo com ela rs. E se conseguir, este sem duvidas será um dos que pegarei autografo, pois o amor por esse precisa ser rabiscado.

Beijos

11 comentários:

  1. Ownnnn que gracinha... Só na sinopse já fiquei apaixonada,com certeza fiquei interessada nesse conto de Cinderela... Gostei de sua resenha e nem precisou de muito para me convencer. Se conseguir o livro para ler, será minha primeira leitura da autora. Beijos

    Nara Dias Viagens de Papel

    ResponderExcluir
  2. Oi Karine!
    Eu sou completamente apaixonada por romances de época e infelizmente não tenho tido tempo para ler nada do gênero, depois da sua dica fiquei tentada a abandonar tudo e comprar logo essa série kkkk
    Além do que como não desejar essas capas maravilhosas para a minha estante? Parabéns pela resenha, adorei mesmo, foi bem fluída e espontânea me deixou querendo ler os livros :)
    Abraços

    Leituras de Ana

    ResponderExcluir
  3. Tudo bem?
    Não leio muitos romances históricos, mas sempre admiro as capas maravilhosas.
    Tenho amiga que amam esse tipo de leitura.
    Para mim, só funciona quando quero sair de uma ressaca e ler algo menos pesado.

    Adorei suas impressões, estão claras e objetivas.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  4. Olá! É tão bom quando lemos um livro que aquece nosso coração né, fico feliz que neste quarto volume isso tenha acontecido com você!
    Confesso que não sou uma amante de romances de época por falta de oportunidade mesmo haha mas sempre vejo muitos livros com enredos excelentes como este que você trouxe na resenha!
    Amei a dica, e apesar de não saber quando lerei, deixarei a série na minha lista haha <3

    Beijos,

    ResponderExcluir
  5. Caramba, que bacana saber que voce vai até SP bater um papinho com ela, deve ser uma experiencia incrível, ne? Já estou ansiosa para conferir uma entrevista por aqui, Tessa é um amor só.

    ResponderExcluir
  6. Amente de romance de época se apresentando!
    Eu já tinha ouvido falar desse livro, mas não sobre o seu assunto. Fico muito contente em descobrir e, especialmente, através das suas palavras, que parece ter realmente gostado, tanto que deu para sentir sua empolgação através da resenha. Já anotei a dica e espero poder conferir em breve também!

    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Adorei os protagonistas, principalmente a mocinha balconista que sonha ter uma biblioteca! Só pela existência deles eu já leria. Mas essa mãe do mocinho deve ser hilária, acho que vou adorar conhecê-la também! Me interessei.

    ResponderExcluir
  8. Olá Kah, como vai?
    Eu amo as suas resenhas, elas são sinceras e tão apaixonantes que fico "louca" para ler todos esses livros...rs! Então, romance de época não é o meu gênero favorito mas, estou procurando dar oportunidade para outros gêneros e sair da minha zona de conforto esse ano, amei as características dos personagens e com toda certeza irei lê-lo em breve.

    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Conheço a série por nome, e nossa já ouvi falar super bem da Tessa! Gostei dessa coisa entre misturar alguém da nobreza com uma pessoa mais do 'povo' deve ficar interessante de se ler.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  10. Olá Karine, eu tenho bastante curiosidade de ler os livros dessa autora, pelos seus comentários o enredo esta bem bacana e eu já gostei da protagonista por ter o sonho de abrir uma biblioteca *-* Dica anotada, espero ler essa série em breve.

    ResponderExcluir
  11. Olá nunca li nada da autora mais tenho curiosidade em conhecer sua escrita, vejo muitos elogios a respeitos de suas obras, dica anotada!

    ResponderExcluir