16 de jul. de 2018

Resenha: Lead - Stage Dive #3


Vamos conhecer hoje o terceiro volume da série Stage Dive, enfim teremos a história do vocalista que deu o que falar em diversos momentos ao longo dos livros anteriores, estão preparados? Esse talvez seja o homem mais intenso e sério da banda toda. Vamos conhecer melhor então. 

Título: Lead
Autor(a): Kylie Scott
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 368
Ano de Publicação: 2016
Gênero: Romance
Nota: 3,5/5
Sinopse: Como vocalista da banda Stage Dive, Jimmy sempre teve tudo na hora que quis, fosse bebida, drogas ou mulheres, até que a destruição de sua reputação na mídia serviu de alerta e o conduziu à reabilitação. É neste momento que Lena surge em sua vida. Contratada para ser a assistente que tem como missão mantê-lo longe de problemas, ela não planeja aguentar desaforos do sensual roqueiro, e está determinada a manter a relação em nível estritamente profissional, apesar da química efervescente entre eles, até que Jimmy vai longe demais e Lena vai embora. Isso o faz perceber que talvez tenha perdido a melhor coisa que já lhe aconteceu.

Aqui vamos ter o Jimmy que como já disse é o vocalista da banda,  desde o primeiro livro ele vem se mostrando um homem complexo e com traumas e fantasmas do passado que tendem a sempre deixar ele na pior, ao ponto que quase destruiu tudo que tinha, não só com a banda mas com todos a sua volta. Eis que ele decide depois de muitas drogas e álcool se corrigir e dessa vez é pra valer. Tendo o apoio de todos, ele simplesmente mergulha nessa repaginada de vida, mas tem um porem, ele precisa ter um enfermeiro sempre com ele, essas são as regras. Não necessariamente um enfermeiro, mas alguém que auxilie ele e acima de tudo, sempre o deixe longe de qualquer um dos seus maiores vícios. Uma coisa um tanto difícil já que no meio em que trabalha é o que mais se encontra. 

"Sei bastante sobre vícios e sobre desejar coisas que não fazem bem, Lena. No fim das contas, só cabe a você a decisão de tomar o controle das coisas e lutar ou desistir."

E é ai que conhecemos a Lena, na verdade conhecemo-la desde o dia que ela conseguiu o emprego de auxiliar do Jimmy, o fato é que ela não é em nada enfermeira ela é só uma mulher que acabou de perder o emprego e vê uma proposta de outro emprego que é relativamente fácil. Afinal, ser babá de um astro do rock, sair viajando pelo país e mundo afora e ainda ganhar um ótimo salário, quem não quer? Mas ela não olha esse trabalho como um que seja de longa data, pois assim que bate os olhos em seu novo chefe sabe que ele será encrenca na certa e isso é uma coisa que ela não quer em absoluto em sua vida. 


Alguns meses vão se passando e Lena vai notando que existe sim uma atração forte pelo seu chefe, mesmo que ele seja grosso com ela em vários momentos e em outros ele nem ao menos converse com ela, o problema é que as atitudes que ele tem de sempre estar olhando por ela também, lembrando-se do que ela gosta ou não mostra para ela um lado dele que não imaginava que existia.  

Várias coisas vão acontecendo e Lena vai entendendo que aquela mascara de homem das cavernas e grosso nada mais é do que isso, uma mascara e isso pode ser facilmente tirada dele se for da maneira certa, agora será que ela está disposta em tirar essa mascara dele? E a dela? Afinal ela também tem seus pesadelos e cicatrizes e não se encontra necessariamente pronta para abdicar de sua própria proteção. 

"Ás vezes as coisas que fazem menos sentido dão as mais verdadeiras.. Mistérios da vida."

Aqui muitas verdades caem por chão, temos um homem que desde o inicio dessa série foi pintado como o grande vilão de tudo, mas a verdade é que não existe vilão, existia um homem atormentado por seus fantasmas e uma mulher que se apresentava como indestrutível e fria, mas na verdade é mais sensível e emotiva do que deixa transparecer e isso tornou a leitura muito envolvente, eu simplesmente amei poder conferir. A mistura dos dois se enquadra bem, e apesar do clichê que já estamos carecas de saber não senti que foi um casal forçado, na verdade as coisas foram acontecendo. 


O livro é todo na visão da Lena, uma coisa que me incomoda muito, afinal essa série a meu ver tinha que ter a visão do boy, isso eu irei dizer em todas as resenhas, sempre, porque foi o que mais senti falta, mas sem dúvida ainda sim é uma leitura que vale muito a pena. Não que Jimmy tenha se tornado o meu favorito dentre os quatro, mas foi um querido e eu me vi apaixonada por ele assim como pelos outros. 

Então se você está lendo essa série assim como eu já li, mas ainda não leio o terceiro eu posso falar que vai gostar deste livro, talvez mais talvez menos, mas ai só lendo para saber não é mesmo?

Beijos

13 comentários:

  1. Oi Ka, tudo bem?
    Não conhecia o livro e confesso que o enredo não me atraiu.
    Porém, mesmo não lendo, conheço essa sensação de "faltar a visão e perspectiva" de outros personagens da história.
    Achei essa capa linda <3

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  2. Tudo bem?
    Não é muito meu estilo de leitura. Eu prefiro thrillers, distopia, fantasia, terror.. As vezes até curto um romance para sair da rotina.

    Sua resenha me deixou curiosa.
    Então vou deixar a dica salva, para meus momentos "romance"

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu li muitos comentários positivos a respeito dessa série, inclusive uma amiga leu e indicou, mas no momento estou optando por romances mais leves sem traumas ou com temáticas mais fortes.
    Ainda assim parece ser uma boa leitura para quem gosta de New Adult com hot.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Ei Karine tudo bem?
    tem um bom tempo que já li esse livros e amei todos eles, e lendo sua resenha acho que vou comprar eles no físico para reler. Adoro livros nesse estilo e amo reler eles de vez em quando rsrs.

    Bjus** http://imagine-livros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oii, tudo bem?
    Esse não é muito o meu estilo de leitura, e infelizmente o enredo também não me deixou empolgada. Não ter a visão dos outros personagens também é uma coisa que me incomoda, muito, se eu fosse ler, seria um ponto negativo para mim.

    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Karine!
    Já vi algumas resenhas sobre essa série, mas é a primeira sobre Lead.
    Apesar de me sentir curiosa em realizar a leitura e conhecer mais a fundo, os mistérios que envolvem o casal, tenho evitado embarcar em leituras de séries.
    Ando com o tempo curto e meio devagar com as leituras.
    Mas quem sabe em breve.
    Parabéns pela resenha!
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Olá, Karine!
    Eu nunca tinha ouvido falar dessa série mas ando amando séries com bandas desde que li a Viajando com Rockstars, da Aline Sant'Ana! Espero poder conferir essa, pois adorei a premissa e a sua resenha sobre esse livro!
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Oi Kah, não conhecia o livro e nem a série, normalmente não é o gênero literário que me atrai, mas pelos dramas, traumas e fantasmas do passado do rapaz, talvez eu desse uma chance para a leitura. Vou fazer uma notinha mental para o futuro, afinal, meus gostos literários mudam toda hora e como tu diz, só lendo para saber.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Eu gosto bastante do gênero, mas essa premissa não me atraiu nem um pouco para a leitura, mas gostei de saber que o livro te agradou. Em alguns livros eu também sinto falta de ver a opinião do boy hahaha

    ResponderExcluir
  10. Olá,

    Tenho ouvido falar muito bem dessa série, porém foi numa época em que tinha enjoado de livros do gênero, agora que essa fase passou, mal posso esperar para começar essa série, adoro ver o universo dos rockstars, é fascinante!

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Eu tenho visto muitas pessoas comentando sobre essa série e tenho uma certa curiosidade, porém, confesso que ando um pouco cansada de livros envolvendo rock stars. Estão saíndo muitos livros assim ultimamente e tenho um pouco de preguiça.
    No entanto, apesar do enredo desse livro ser bem clichê, eu acho que iria gostar desse protagonista. Sempre gostei do anti-herói e Jimmy parece ser exatamente esse tipo de personagem. Pelo que percebi da sua resenha, ele tem atitudes questionáveis, mas não é um vilão e tem outras camadas que vão sendo descobertas. Mesmo que ele não tenha sido seu personagem favorito, acho que acabou sendo o fator que mais atraiu minha curiosidade para ler essa série.
    Gostei muito de ler sua resenha e fiquei mais animada para conferir esse e os outros livros. Vou anotar a dica e procurar ler futuramente.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia a série, mas fiquei anima ao saber que o vocalista é cheio de traumas, isso sempre rende uma boa trama. Gostei de Lena e saber que a junção dela com Jimmy tornou a leitura envolvente me anima, adoro. Então vamos anotar a dica e conhecer mais dessa série.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Olá, esse foi o único livro que já li da série depois de ter lido algumas resenhas que me deixaram curiosíssima. Super concordo com você que a gente merecia muito ter a narração pelo ponto de vista do mocinho também.

    ResponderExcluir