14 de mar de 2018

Resenha: A Bela e o Ferreiro


A resenha de hoje é puro amor para vocês, foi um livro que eu amei poder ler e estou amando estar aqui e conversando sobre ele com vocês. Vamos ver minhas impressões sobre "A bela e o ferreiro" da querida Tessa Dare?! Espero que gostem. Vamos lá então. 


Título: A Bela e o Ferreiro
Autor(a): Tessa Dare
Editora: Gutemberg
Páginas: 144
Ano de Publicação: 2016
Gênero: Romance
Nota: 4/5
Sinopse: Diana Highwood estava destinada a ter um casamento perfeito, digno de flores, seda, ouro e, no mínimo, com um duque ou um marquês. Isso era o que sua mãe, a Sra. Highwood, declarava, planejando toda a vida da filha com base na certeza de que ela conquistaria o coração de um nobre.
Entretanto, o amor encontra Diana no local mais inesperado. Não nos bailes de debute em Londres, ou em carruagens, castelos e vales verdejantes. O homem por quem ela se apaixona é forte como ferro, belo como ouro e quente como brasa. E está em uma ferraria
Envolvida em uma paixão proibida, a doce e frágil Diana está disposta a abandonar todas as suas chances de um casamento aristocrático para viver esse grande amor com Aaron Dawes e, finalmente, ter uma vida livre! Livre para fazer suas próprias escolhas e parar de viver sob a sombra dos desejos de sua mãe. Há, enfim, uma fagulha de esperança para uma vida plena e feliz.
Mas serão um pobre ferreiro e sua forja o felizes para sempre de uma mulher que poderia ter qualquer coisa? Será que ambos estarão dispostos a arriscar tudo pelo amor e o desejo?

O livro não é o quarto da série como muitos acham, na verdade ele é classificado como um 3.5 o que para mim se classificaria como um conto, mas apesar de não gostar de contos eu simplesmente amei esse em especifico. 

Vamos conhecer aqui a história de Diana Highwood, que na verdade foi o principal motivo para todos os outros livros existirem. Ela é a filha mais bonita dentre sua família e por conta disso a mãe casamenteira crê que ela ira casar sua filha com um grande Duque ou um homem muito rico. Mas o fato que levou Diana e sua família a morar em Spindle Cove é por conta de sua frágil doença. Mas é ali que a vida de Diana muda categoricamente.


Apesar de não ser uma personagem com grandes destaques nos três volumes anteriores ela sempre está presente, sempre sendo muito amiga e quieta no canto, cultivando seus pensamentos e sentimentos somente para ela mesma. Sentimentos no qual ela tem um em particular por um belo homem da aldeia. Aaron Dawes. Ela se apaixona por ele de uma maneira que não tem palavras para descrever, daria tudo para que esse homem a amasse e eles pudesse ficar junto. Mas tem um porem além de ter ou não o amor correspondido. 

Imagina ter uma mãe que sempre sonhou que sua filha se casaria com um homem abonado em bens estar completamente apaixonada pelo ferreiro da cidade. Isso, você leu certo, Aaron é o ferreiro da cidade, um homem sério e focado, retraído em seu canto e sempre observador de tudo que lhe cerca. E acima de tudo: apaixonado por Diana secretamente.

"A forja não era nada comparada ao calor que aquele olhar enviou pelo corpo dela. Oh, céus. E lá estava ela, sem seu leque."

Irônico não é mesmo? Que duas pessoas se amem tanto, mas não tenha coragem de mostrar esse amor por diversos e inúmeros motivos. Mas quando o coração fala mais alto, e ele sempre fala, esses dois não irão conseguir mais se ver separados e não sentir todo esse amor que sentem um pelo outro, independente de quem terá que passar por cima ou independente das barreiras que serão impostas a ambos.

Aqui a gente vai ter uma situação um tanto inversa, pois é uma mulher da nobreza que se apaixona por um plebeu e é ela que decide tomar a frente de tudo. E apesar de ser um livro tão fininho teve um belíssimo inicio, meio e fim. Eu fiquei apaixonada por cada detalhe apresentado nesse livro, por mim não me importaria de ter mais páginas, pois esse casal conseguiu me deixar suspirando de emoção. E talvez esse seja meu problema com contos, eu sempre quero mais, sempre achou que ainda faltou algo mesmo que a história tenha me agradado.

Tessa como sempre me agrada muito em seus personagens, mesmo que às vezes um ou outro não me deixe em estado de exstasse ainda assim eu amo eles. Então eu indico muito esse livro e essa série, pois não é só as capas que são lindas, seus conteúdos também são belíssimos.

Beijos

16 comentários:

  1. Oi, Kah
    Eu tenho problemas com essa série. O primeiro livro foi decepcionante para mim, o segundo não terminei, li o quinto e adorei. Então fico nessa de se quero ler mesmo, tenho que conseguir porque até agora não consigo encher os olhos com essas obras da Tessa. Mesmo assim seria bem legal ver a Diana encontrar alguém, ainda mais porque ele é tão diferente do nobre que a mãe dela deseja para ela.
    Adorei as fotos!
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei do primeiro, amei o segundo, não curti tanto o terceiro, e amei o conto. kkkk
      Dê uma chance, temos vários livros da Tessa e são ótimos.
      Obrigada pelo elogio das fotos meu bem.

      Beijos

      Excluir
  2. Oi, tudo bem? Confesso que não gosto mais de romances de época, mas o fato de os protagonistas se amarem e não poderem confessar isso ao outro me fez ter empatia. Talvez lesse esse por causa disso, apesar de não ser uma prioridade. Você falou que acredita que poderia ser um conto, né? Então, eu acredito que não, pois a história gira em torno de mais de um conflito, apesar parecer haver poucos personagens. Para ser um conto mesmo, a história tem que ser bastante reduzida - número de personagens, de ambientações, de conflitos etc -, não simplesmente o número de palavras escritas (que, no conto, cabem até vinte mil - apesar de não ser uma regra).
    Não conhecia esse livro, porque realmente não acompanho esse gênero, mas leio muitas resenhas e ainda não o tinha visto. Gostei da dica (:

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Confesso que nunca tinha ouvido falar da série e nem do livro. A pergunta que não quer calar é: dá pra ler sem ter lido os demais das séries? Imagino que por ser um conto deve dar pra entender, mas perguntando pra tirar a dúvida, porque eu adorei demais a premissa da história e adoraria mais ainda conhecer esse logo!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, não haveria problema, mas você pegaria spoiler dos outros 3 volumes anteriores há ele.

      Bjs

      Excluir
  4. Olá!
    Faz tempo que não leio romances e quando leio uma resenha entusiasmada como essa me dá uma vontade rs
    Mas quem me conhece ou acompanha meu blog sabe que raramente leio séries salvo GOT ,alguns de S.King e alguns de autores parceiros.
    Contudo gostei de ler aqui sua opinião. Obrigada pela dica! Bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Ahh adoro a escrita da Tessa Dare e Spindle Cove chama atenção por suas mocinhas diferentes do padrão da época e sua forma irreverente na narrativa.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa as moças são formidáveis, é o maior diferencial.

      Bjs

      Excluir
  6. Como amo contos, eu adoraria ler essa obra, ainda mais por ser um romance de época. Nem preciso dizer que amei a inovação da trama em apresentar uma nobreza apaixonada pelo plebeu. Apesar de não conhecer a série eu amei a recomendação.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A leia, sei que vai gostar dela, é muito amorzinho. ^^

      Bjs

      Excluir
  7. Faz tempo que li, e também gostei do livro. Outra coisa que gostei foi ela ser rica e se apaixonar por um plebeu.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  8. Oi Kah, tudo bem?
    Amo a escrita da Tessa, sem falar que livros de época são meu gênero favorito! Este ainda não li, mas esta na lista, todos que li dela amei e tenho certeza que com este não será diferente! Amei sua resenha!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Não curto muito o gênero, mas ouço falar tão bem dessa autora que tenho vontade de conhecer. Também não gosto muito de contos, só que no caso deste que não é pequeno já me animaria. Achei bem legal a mocinha se apaixonar por um plebeu.

    ResponderExcluir