Resenha: Um Perfeito Cavalheiro

escrito por - quarta-feira, julho 27, 2016


Título: Um Perfeito Cavalheiro - Os Bridgertons #3
Autor(a): Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Ano de Publicação: 2014
Gênero: Romance Histórico
Nota: 3,5/5
Sinopse: Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse é um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, ela consegue entrar às escondidas no baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhece o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres. O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois, Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível. Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de conto de fadas. Nesta deliciosa releitura de Cinderela, Julia Quinn comprova mais uma vez seu talento como escritora romântica. 

Bom que eu gosto da Julia Quinn não e novidade para quem me acompanha aqui no blog, mas tenho que confessar antes de começar essa resenha, esse para mim, foi o mais fraco de todos até agora.  Vamos ver se consigo mostra para vocês o por que.

Para quem e fã, e acompanha a história dessa família maravilhosa, sabe que o terceiro e uma breve releitura do conto A Cinderela, o que não sabem é... Eu detesto a história da Cinderela, para mim e o conto mais idiota e besta da história de princesas, sério gente, vai ser trouxa assim longe, mas antes que eu troque as histórias vamos voltar aos Bridgertons.


Bom no terceiro volume, a história da vez é de Benedict e Sophie. Em um perfeito cavalheiro no inicio notamos claramente a releitura de Cinderela, apresentada na vida de Sophie, vai explicar melhor.

Sophie e filha ilegítima de um conde, com uma mãe morta ao dar a luz ela e deixada com o pai que não pode assumir a ilegítima para a aristocracia séria um absurdo e daria muito a que falar, mas não e por isso que a tratou mal, sempre deu de tudo a ela, educação, casa, roupas, companhia (menos a dele claro), sempre do bom e do melhor.

Com o passar dos anos o Conde decide se casar para tentar ter um herdeiro dessa vez legitimo, e assim da continuidade a seu titulo. Casasse com uma mulher viúva e com duas filhas já grandes (que original até agora), a mulher e uma bruxa, faz as filhas serem mais bruxas ainda, e assim passa os anos atormentando a vida de Sophie, até que um belo dia o conde cai morto.
"Sophie estremeceu. A ideia de ir a qualquer lugar usando os sapatos de Araminta era assustadora. Mas era isso ou ir descalça, ela não achava que isso seria aceitável num sofisticado baile de mascaras londrino." 
Bom eu não preciso dizer o que acontece não e mesmo? A história de Cinderela dentro do livro se passa em aproximadamente 4 capítulos, o que pra mim foi agonizante. Mas um fato ocorrido faz com que esse laço de semelhança se quebre, e eu fiquei mais aliviada com a leitura.

Do outro lado da história temos Benedict, o segundo dos irmãos Bridgertons, sem titulo algum não se sente com muitas obrigações na vida, sempre muito educado com todos, e realmente um cavalheiro, até que em um certo baile de máscaras dado por sua mãe ele conhece uma dama mascarada que ele sente ser amor a primeira vista, detalhe: ele não sabe o nome nem quem realmente ela é.


Depois de todo o fato citado acima a historia da um salto de aproximadamente 2 a 3 anos, o cenário está todo mudado, Sophie não se encontra na mesma posição que estava que se resumia a escrava da madrasta, e Benedict não está mais a procura de sua dama mascarada, na verdade a vida seguiu.

Até que um fato ocorre, em uma determinada festa, Benedict se vê numa situação que uma moça precisa de sua ajuda se não será violentada,e esta moça e justamente Sophie, ao salvar a moça lhe promete arrumar um trabalho com sua mãe e que nada jamais parecido com aquilo voltara a acontecer. Mas para Benedict as coisas se tornam complicadas, pois ao começar a conviver com Sophie ele percebe o quanto aquela menina misteriosa começa a mexer com ele, mas ela também não fica atrás nos seus sentimentos por ele.
"Benedict virou a cabeça de repente. Por tudo o que era mais sagrado, havia algo muito familiar na voz dela. Mas, quando olhava para seu rosto, tudo o que via era uma simples arrumadeira. Uma arrumadeira muito atraente, é verdade, mas ainda assim uma arrumadeira. Ninguém com quem ele algum dia tivesse cruzado."
Mas tem um, porém. O que fazer quando se esta em uma posição na aristocracia tão elevada a de uma mera empregada, e se sentir tão loucamente apaixonado por ela? A dúvida, o medo, paira por Benedict e ele se vê em um impasse que não sabe o que fazer.

Bom eu não sei se foi birra por parecer no inicio com a Cinderela que o livro não se tornou meu queridinho, dos quatro que já li (sim eu já li o quarto e em breve terá resenha para vocês aqui) este a meu ver e o mais fraco, a autora poderia ter  sido um pouco mais original e não deixar tão na cara o baseamento dela. Mas de qualquer forma e um livro gostoso de ler.


Publicado pela Editora Arqueiro, ele mantém o segmento de capas dos dois primeiros volumes, muito bonita por sinal, não encontrei nenhum erro ortográfico, uma revisão impecável como sempre. A diagramação também não deixa a desejar em nada.

Recomendo o livro para quem está lendo a série, e se ainda não começou, comece vale a pena. As duas primeiras resenhas dessa família linda já têm aqui no blog, irei deixar o link para vocês conferirem. Espero que tenham gostado por hoje.

Beijinhos 

Você vai gostar de ler...

15 comentários

  1. Oi, tudo bem?
    Olha eu não li nada ainda da Julia, acho que os livros dela são incríveis e esse livro é lindo! Eu me apaixonei por ele desde de quando descobri a existência dele por meio de resenha também! Amei, me deu tanta vontade de ler..história incrível. Beijinhos.
    https://www.facebook.com/diaryofdreamsalways.com.br/?ref=bookmarks

    ResponderExcluir
  2. Kah!

    Esse é o meu segundo livro favorito da série. Benedict é um sarro! ahahahaha
    Eu achei que não iria gostar por ser uma releitura de Cinderela, mas acabou que gostei muito.
    Adoro a série!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu adoro romances de época e acho essa série maravilhosa!
    Sempre vejo o pessoal falando que o terceiro livro é o mais fraco, mas ainda assim tenho boas expectativas em relação a ele. Comprei recentemente e devo fazer a leitura em breve.
    Também não gosto muito de Cinderela, rs.
    Amo a escrita da Julia Quinn e espero curtir a leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá tudo bem?
    Preciso ler esse livro, essa Já e a terceira resenha que leio dele.
    Ele está pedindo pra eu o ler.nrs
    Ótima resenha.
    Bjs
    www.mundoliterando.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oie, tudo bem? Eu não tenho o menor interesse por essa série, então, apesar da resenha bem cativante, eu vou deixar a dica passar ok?

    ResponderExcluir
  6. Oiii Kah, amiga como vai?
    Infelizmente não tenho nenhum interesse em ler essa serie, achei uma quantidade absurda sabe de livros hauahauha e isso já me cansa, parabéns pela resenha, mas pularei a dica.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Amo o gênero, mas ainda não li nenhum livro da série.
    Adorei a resenha e o livro parece ser muito agradável.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie, Kah, tudo bom? Estou com esse livro aqui para ler mas receosa, pois também não simpatizo muito com releituras assim, e pelo visto a autora deixa óbvio a inspiração em Cinderela. Mas gosto da escrita da Quinn e os dois que li dela foram muito, muito bons. Bem, espero gostar. Adorei a resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Hello! Tudo bem?
    Amoooooo Julia Quinn!
    Eu devorei o livro 3 da autora, a historia é uma lindeza, amo romances de epoca.
    Essa releitura de cinderela é linda demais.
    Preciso terminar de ler a serie toda depois.
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  10. Já li esse livro, sou fã da autora e da familia Bridgerton, mas confesso que esse não é meu preferido,
    não achei Benedict o perfeito cavaleiro rsrs.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  11. Eu sou fã da série Os Bridgertons, fico até na dúvida de escolher um favorito, mas nesse livro Benedict é muito amor, um livro que lembra contos de fadas. bjs

    ResponderExcluir
  12. Oie
    já li muuuitas resenhas dessa série desse livro, infelizmente não leria por agora pois esse gênero não é bem o que me atrai no momento mas bem legal sua dica

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. A Julia tem uma escrita fluida, é uma pena que eu li apenas apenas o primeiro livro da série, mas me apaixonei. Como estou sem puder ler o ebook, pretendo voltar no final do ano.

    ResponderExcluir
  14. Olá,
    Achei divertido achar as ligações entre o conto de fadas (Cinderela) e a história de Benedict e Sophie.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  15. Kah, eu só li o primeiro livro da Julia Quinn e gostei bastante da família e a escrita da autora é bem gostosa de ler.
    Também não gosto da Cinderela, então é provável que não fosse gostar muito.

    ResponderExcluir