30 de abr. de 2018

Resenha: Rio Vermelho



Fui desafiada, topei o desafio, cumpri ele. O desafio caso estejam se perguntando era ler "Rio Vermelho" e dar minha opinião sobre. Afinal, para quem me conhece, sabe que não é um gênero que me encha os olhos, nunca encheu e achou que nunca ira. Mas sem mais delongas vamos as minhas opiniões. 


Título: Rio Vermelho
Autor(a): Amy Lloyd
Editora: Faro Editorial
Páginas: 276
Ano de Publicação: 2018
Gênero: Suspense
Nota: 3/5
OBS: Livro cedido em parceria com a editora. Sinopse: Há vinte anos, Dennis Danson foi preso pelo assassinato brutal de uma jovem no condado de Red River, na Flórida. Agora ele é o assunto de um documentário sobre crimes reais que está lançando um frenesi online para descobrir a verdade e libertar um homem que foi condenado erroneamente. A mil milhas de distância na Inglaterra, Samantha está obcecado com o caso de Dennis. Ela troca cartas com ele e é rapidamente conquistada por seu aparente charme e bondade para ela. Logo ela deixou sua velha vida para se casar com ele e fazer campanha para sua libertação. Mas quando a campanha é bem sucedida e Dennis é libertado, Sam começa a descobrir novos detalhes que sugerem que ele pode não ser tão inocente...

Logo de inicio conhecemos a história de Dennis Danson, que aos 18 anos é acusado de assassinar de maneira horrenda uma menina de onze anos e sumir com várias outras em Red River, Altoona, aonde cresceu e foi criado. Claro que ele recebe a pena de morte e claro que isso gera muita comoção pelas redes sociais, afinal não tem provas conclusivas que apontem que ele seja o verdadeiro culpado. Mas a opinião sobre tal caso na sociedade fica dividida meio a meio.  







A repercussão é tanta que um documentário sobre o caso é feito, claro que alegando a inocência do pobre menino de 18 anos. E esse documentário roda o mundo todo fazendo mais uma vez com que as pessoas fiquem divididas em suas opiniões, e uma das pessoas que assistem e creem claramente na inocência de Dennis é Samantha. 

Samantha é uma inglesa bem da reclusa e totalmente sem vida social, acompanha o caso de Dennis e como já disse, acredita cegamente na inocência do homem. E em um desses momentos ela decide fazer trocas de cartas com ele, relatando sua vida pessoal e dando força para que ele consiga ficar lá dentro até que consigam provar sua inocência e ele saia. 

"De repente, Sam se sentiu muito só, como se o homem com quem se casou nunca tivesse existido e ela tivesse acordado para uma vida que não reconhecia, no meio de uma história que não entendia."

Carta vai carta vem e Sam começa ver em Dennis sua alma gêmea (como quis socar a cara dela nesse momento) e acredita que o sentimento que ela tem por ele é correspondido. Afinal, ele é tão compreensivo e carinhoso com ela, parece compreender sua dor. E eis que por conta disso ela decide abandonar seu trabalho tudo que tem na Inglaterra e partir para EUA atrás de Dennis, pois ela sente que eles têm que ficar juntos. 

Quando eu comecei o livro eu meio que estava na esperança de gostar, na esperança de me encantar pelo gênero. Mas não, infelizmente isso não aconteceu, infelizmente eu morri de raiva do inicio ao fim, creio que por não ser um gênero que eu goste me senti arrastada pela história e com muita, muita raiva. Ambos os personagens são completamente loucos sem mais, sem questionamento. 


Os personagens em si desde o inicio dá para perceber que são inconstantes, solitários, nada confiáveis e sem duvidas desconfia de tudo e todos. Durante a leitura eu fiquei sinceramente com desconfiança até do ar que respiravam. Imagina no fim, quando eu fiquei sem saber o que pensar ao certo. 

Cada personagem tem seus motivos para serem como são não que seja justificativa, pois não é. Mas quando temos Samantha que não tem vinculo com a mãe, na verdade por muitas vezes ela me passa a sensação eu odeia ela em absoluto, é muito depressiva, insegura consigo mesma, não consegue se prender a nenhum relacionamento que já teve e na outra ponta temos Dennis que foi criado em um lar extremamente violento, teve más companhias fez com que várias vezes ele questionasse a própria sanidade e duvidar de si mesmo várias vezes. 

"As vezes, Sam se sentia tonta com a felicidade que Dennis lhe proporcionava. Em outros momentos ele ficava com um humor difícil, sombrio, que tomava conta dele de repente, deixando-o calado e inacessível."

Como eu disse, não é que o livro seja ruim, não posso e nem irei afirmar isso, por eu não ter outros pontos de referencia somente esse tenho que falar que me incomodou sim, pode ser que mais para frente eu dê novamente uma chance e faça uma releitura e quem sabe assim eu goste. Mas no momento, no meu atual momento não me vejo gostando da pegada Thriller. Mas se você que já lê o gênero, já está acostumado com enredos assim eu recomendo muito. 


O livro recebeu várias premiações pelo mundo então quer dizer que ele vale a pena sim ser lido. Não me arrependo em momento algum da leitura, foi um desafio, precisava sair da minha zona de conforto para ter certeza de algumas coisas, e Rio Vermelho me deu essa certeza, então Faro Editorial, muito obrigada pela belíssima obra, a capa está sensacional, contracapa, diagramação, tudo na verdade neste livro está maravilhoso, então mais uma vez, se ainda não leu e gosta dessa pegada, leia. 

Beijos

30 comentários:

  1. Oi Kah, eu já li algumas resenhas deste livro e acho que será uma leitura incrível, bem como eu gosto, sempre com aquela dúvida no ar de "será que ele é culpado?" e se não for ele, quem seria? Estou louca para ler e tua resenha só me confirmou isto. Adorei!
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A minha resenha foi um tanto negativa, mas fico feliz que mesmo assim tenha lhe estimulado a ler, como sempre falo, temos que ler para ter certeza se vamos gostar ou não.

      Bjs

      Excluir
  2. Eu amo a temática do livro e não para mim não seria desafio, mas entendo você. Quero muito ler esse livro, toda loucura que mencionou dos protagonistas torna tudo ainda mais eletrizante, mas achei bem legal sua resenha não falar que o livro é ruim, mas abordar o que te incomodou. ao contrário de você eu não curti em nada a capa, mas ainda sim quero muito ler, amo thriller rsrs.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu penso que nem toda a história é ruim por completo, que não é porque eu não gostei que ninguém mais vai gostar, por isso sempre deixou claro quais os pontos gostei e não gostei. Todos deveríamos ser assim né?!

      Excluir
  3. Oiii Kah

    Eu até gosto do gênero, aliás leio bastante thrillers/suspenses mas esse livro não me chama nada a atenção, simplesmente não vejo nada de novo ou original que me deixa animada pra conferir a história. Li outras resenhas que também coincidem bastante com a tua opinião, então ainda por cima dá pra notar que faltou algo na história... Acho que essa dica vou deixar passar. Espero que tua próxima leitura te encante bem mais.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Antigamente eu era do tipo que se lesse um livro assim, ficaria como você, com raiva e teria certeza que não gostava, mas de uns tempos para cá, tenho gostado cada vez mais do gênero e os que já li conseguiram me prender de tal forma que tem se tornado um dos meus favoritos. Gostei da premissa deste e estou anotando a dica!

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É aquela coisa, talvez futuramente meus gostos podem ser mudados, mas no momentos não. rsrs
      Fico feliz que tenha anotado a dica, espero que goste.

      Beijos

      Excluir
  5. Dependendo do thriller, eu gosto muito. Mas esse não me atraiu, isso dela largar a vida pra ir atrás dele ia me deixar doida. E concordo, o que a pessoa passou não justifica o que ela faz. Mas o maior problema para mim foi que você falou que no fim não sabia o que pensar ao certo. Não sei se entendi bem, mas me pareceu que as coisas não são completamente esclarecidas. Não dou conta disso, preciso de um final fechadinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não quis dizer que o final não seja conclusivo, é só que para mim é tudo muito novo então eu não soube o que pensar na hora, existe vários tipos de interpretação uma frase, pena que imaginou essa. Que sabe um próximo Thriller.

      Bjs

      Excluir
  6. Estou doida para ler este livro. A temática é totalmente meu número. Pulei algumas partes da resenha para não influenciar minha opinião!
    Mas no geral amei saber que você indica, ainda mais não sendo um gênero que tenha costume de ler.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, Kah! Coragem a sua sair da sua zona de conforto! Uma pena que o livro não a agradou de todo. Eu acho que entendo você. Eu terminei de ler esse livro HOJE e li em praticamente dois dias. Para mim, a impressão foi um pouco mais satisfatória, porque apresentou personagens problemáticos e complexos, daqueles que vc não torce pra ninguém e desconfia de todos.
    Claro, eu curto um mistério e provavelmente isso favoreceu a minha avaliação. rsrs Sugiro que vc repita a experiência com outro thriller, talvez Garota exemplar seja bacana pra vc, mas apenas quando estiver disposta a sair novamente da sua zona de conforto.
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já li garota exemplar e achei bem chato também. rsrs
      Achou que não é para mim mesmo.

      Bjs

      Excluir
  8. Eu estou louca para ler esse livro, é o meu gênero preferido e a premissa dele me atrai bastante. Uma pena que a sua experiência não tenha sido tão boa, mas eu espero ler em breve e poder gostar porque ele realmente parece que vai me agradar.

    ResponderExcluir
  9. Olá
    Complicado sair da zona de conforto,primacialmente em um desafio como esse kkkk. Mas eu também li ótimas críticas sobre esse livro e até coloquei na minha lista. Apesar de não ser seu gênero,leio bastante livros do tipo.
    Mas fiquei contente por você ter lido algo diferente.
    Adorei as fotos.
    Bjus

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem? Também não sendo fã do gênero, eu geralmente passo longe de livros assim hehehe Que pena que não funcionou para você. Realmente para pegarmos gosto de algum novo gênero, temos que começar com um livro que vá despertar o nosso desejado. Acho o trabalho da editora impecável na edição e na divulgação do mesmo também, no entanto é algo que realmente não prefiro arriscar no momento. Ótima e sincera resenha!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Uma pena que sua experiencia com o livro/ gênero não foi das melhores.. eu confesso que em questão de filmes e série eu gosto muito de Thriller mas nunca cheguei a ler algo do gênero, então não sei como me comportaria.O enredo parece muito bacana e a resenha ótima, principalmente pela sinceridade!

    Beijos,
    Conta-se um Livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, já que gosta de assistir dê uma chance para leitura, quem sabe lhe agrade também não é mesmo?

      Bjs

      Excluir
  12. Já faz muito tempo que não dou 3 ou menos estrelas para as minhas leituras. Mas você fez o certo, as vezes por algum problema que pode ser que não esteja ligada diretamente ao livro não conseguimos gostar da leitura,geralmente aconselho voltar a ler depois de algum tempo. Já fiz isso e comprovei que o ambiente externo (emocionais ou não) contribui sim, se vamos ou não gostar de uma leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, pode ser que futuramente eu releia, mas bem futuramente mesmo, não agora.

      Beijos

      Excluir
  13. Oi Kah,
    Eu sou louca por thriller e já estava com esse livro na minha lista. Mas confesso que fiquei desanimada. Pelo o que percebi, acho que você teve problema com a história, não foi o gênero. Agora, é assustador como a verdade está sendo manipulada aqui, já que não existem provas concretas, os fatos acabam sendo distorcidos e prováveis assassinos se tornam inocentes. No que acreditar? Tinha tudo para ser um ótimo livro.
    bjs.
    Pri
    http://nastuaspaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É neste momento que digo: só lendo para ter certeza. rs

      Bjs

      Excluir
  14. Parabéns pela resenha sincera e espontânea! Também não sou lá muito de suspense não e acho que só leria mesmo se fosse um desafio do qual estivesse participando e mesmo assim com muitas ressalvas.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem? Esse gênero que é meu preferido, quase não leio mais, mas fiquei bem interessada, apesar de que não sei se sou contra ou a favor do relacionamento dos dois. Eu gostei de a personagem ter transtornos psicológicos, acho que é um contraponto bem interessante. Achei bem infeliz você comentar que a odiou por causa da fragilidade dela. Eu gosto muito quando os personagens são muito humanos, ou seja, não precisam ser perfeitos e felizes para cativar o público. Vou procurar o livro, com certeza!

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não gostei da personagem não pela fragilidade dela, todos temos e é direito nosso, o que mais me irritou nela e ela usar isso para culpar tudo e todos pelas coisas que acontecem na vida dela, sem olhar para si mesma por um bom tempo e ver que ela precisava cuidar de si antes de culpar os outros. Simples.

      Excluir