A garota do calendário - Maio

Resenha: A Garota do Calendário - Maio

09:00


Título: A Garota do Calendário - Maio
Autor(a): Audrey Carlan
Editora: Verus
Gênero: Erótico
Página: 144
Ano de Publicação: 2016
Nota: 3/5
Sinopse: O quinto volume do fenômeno editorial nos Estados Unidos, com mais de 3 milhões de cópias vendidas Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Em maio, Mia vai trabalhar como modelo no Havaí, onde conhecerá Tai, um dos homens mais impressionantes que ela já viu. Com ele, Mia vai descobrir que o prazer não tem limites — e que ela deve aproveitar absolutamente tudo o que a vida tem a oferecer.

 Enfim estamos quase chegando no meio dessa jornada doida que está sendo a de Mia. O princípio acho que não preciso explicar mais para vocês, bom na verdade já devem saber de cor a esta altura do campeonato.

Pois bem, cada mês um local, cada mês um cliente, e neste quinto mês Mia vai para um local muito ruim gente, sério muito ruim mesmo, eu quase pedi para ir no lugar dela. Brincadeirinha, kkkk.

Neste quinto mês ela embarca para o Havaí, sabe aquele lugar com praias lindas, lugares paradisíacos, com um peso história assombroso? Pois bem, é este aí mesmo. Mas o cliente dela só quer ela para um único propósito: Ser modelo de sua coleção de roupas de praia que ele e sua mulher estão para lançar.

Isto mesmo, ela foi contratada para ser modelo, tanto que o cliente em si neste livro nem aparece muito tenho que confessar para vocês, ele é mais citado do que presente. Mas isto não quer dizer que Mia não possa se divertir e encontrar uma boa companhia para o seu mês neste paraíso não é mesmo?


É aí que conhecemos Tai, um homem lindo descrito como o The Rock, sabe aquele lindo e moreno musculoso de velozes e furiosos? O policial que tenta prender o Vin Disel? Pois bem, pense em um homem lindo, agora pense em um homem bom de cama, carinhoso, amigo, companheiro, brincalhão. Agora coloca isto tudo em uma única pessoa. Eis nosso maravilhoso boy magia de maio: Tai.

Notei neste mês uma Mia menos armada, e mais relaxada, apesar de estar vivendo um grande dilema em sua família, em especial com sua irmã. Ela começa a ver que o tempo está passando, e que as coisas podem mudar de uma maneira muito rápida e sem aviso prévio. E que está na hora de começar a enxergar a realidade das coisas como elas são.
"- O verdadeiro amor sempre é dificil. Acho que você tem que passar por algumas provações e adversidades para chegar no final feliz, para encontrar o "viveram felizes para sempre"."
Tai mostra para ela que as pequenas coisas posem ter um significado enorme, que uma simples tatuagem as vezes carrega uma história densa e bonita na vida, ele consegue fazer com que ela saiba aproveitar o que ela tem no momento. Na verdade ele é um fofo que está em sua própria jornada pessoal para se encontrar.

Este mês não entrou no meu ranking de favoritos, mas eu posso dizer com convicção que gostei, foi relaxante para mim, sempre gosto de ler algum mês da Mia quando estou com dificuldade para iniciar alguma leitura, por incrível que pareça ela consegue quebrar o bloqueio que eu crio sem nem mesmo notar.

Este está sendo o primeiro mês que também não temos contato com nenhum ex cliente dela, definitivamente ela se isola com o delicia do Tai e vai ter o Carpe Diem dela.


A revisão, capa, diagramação segue o padrão de todos os seus anteriores, então continua sendo uma leitura bem confortável, continuo a recomendar o livro para quem gosta de um romance com uma pegada hot, e mais uma vez venho pedir para vocês, PAREM de olhar este livro como um “um meio de falar que a prostituição é fácil quando na verdade não é”, gente é sério já está insuportável só ouvir esses comentários.

Uma amiga minha estava falando isso, até que começou enfim ler o livro e a visão dela mudou, não vou dizer que se tornou o favorito dela porque seria mentira, mas definitivamente ela parou de falar e ter opinião pelo que os outros falavam e foi ter a dela mesma. Posso estar até sendo um tanto bruta nesta parte mas já está chato sempre ouvir comentários nos grupos de amigos que este livro só fala de prostituição. Se não leu não vai saber ao certo do que ele se trata.

Afinal, sempre falamos que nunca devemos julgar um livro pela capa, mas se para parar para pensar, não é isto que muitos estão fazendo com essa série? Reflita um pouco, quem sabe não é mesmo?
Bom gente eu continuo a recomendar como já disse, é um livro engraçado e gostoso de ler, então eu vou continuar a acompanhar essa jornada doida que a Mia está me contando e espero gostar cada vez mais dela.
Beijinhos.


Você vai gostar de ler também...

10 comentários

  1. Olá!
    Não conheço essa coleção... na verdade, nunca ouvi falar, acho que nem no skoob eu vi. Fiquei um pouco perdida, acho que foi pq peguei no meio da história ne, saber sobre janeiro talvez ajudasse... Fiquei confusa se é uma modelo depois que foi mencionado "clientes". Enfim, gostei da sua animação com um livro, uma pena que não tenha sido um dos seus favoritos :/
    bjs
    :)
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Kahh, tudo bem?
    Eu li essa serie toda, não porque tenha gostado tanto assim, mas porque eu precisava saber se a Mia ia ficar com o Wes. Nunca julguei esse livro pela capa, li todos e com muita tranquilidade e é realmente uma serie que não me conquistou. Tirando um ou dois livros bons, o resto não me interessou. Mas gosto não se discute certo? Fico feliz que você esteja curtindo a leitura, tenho certeza de que vai gostar ainda mais dos próximos livros, pois são neles que a historia começa a se desenvolver. Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    Ainda não comecei essa série, mas vendo essas resenhas estou quase mudando de ideia. Adorei suas impressões e esse livro parece ser mais divertido.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  4. Essa série realmente não faz em nada meu tipo, desde a sinopse, até as capas nada me faz querer ler. É uma pena que você não tenha curtido tanto :/
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  5. oi ^^
    eu estou lendo essa série e o primeiro livro eu até gostei, mas no segundo tá horrível. até agora tô vendo só prostituição mesmo e sei que ela se esforça pra pagar as contas e resolver tudo, mas tá igual uma alucinada transando com todo mundo. =/
    to achando bem bad e espero que melhore pq to quase desistindo da série.
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  6. eita cliquei sem querer e não tive tempo de comentar tudo. continuando gostei da sua opinião sobre esse, espero chegar logo nele :)

    ResponderExcluir
  7. Maio foi interessante e ao mesmo tempo irritante. A Mia não tem contato com um ex cliente, mas ela está p da vida por causa de ter visto o Wes na capa da revista e o que ela faz???? deixa ele de lado para ficar na boa com o Tai.
    Ok, nem eu resistiria o Samoriano por mais apaixonada que pudesse estar (lembrando que estou dizendo apaixonada e não compromissada), mas essa coisa de ele ter que ficar sentado esperando por ela e nem ter uma diversãozinha enquanto ela se diverte a torto e a direito é o que mais me irrita. E isso é o que mais deveria ser comentado sobre o livro e não que é um jeito de enaltecer a prostituição. Até porque, a vida é dela e ela faz o que ela quer. Eu não sou contra a prostituição de um modo geral, quando essa vem por uma escolha. A Mia escolheu isso, por mais que ela tenha que pagar a divida do pai, não foi um e nem dois caras que se ofereceram para quitar a divida e ela não precisar mais ir em frente. Se ela não quer, a decisão é dela e ela faz o que ela quer... (o que eu acho que não é certo é o abuso sexual, é mulheres tendo que fazer sexo por dinheiro sem ter opção de escolha por pressão, violencia ou qualquer motivo que não venha da escolha da própria pessoa...
    Mesmo assim, eu gosto dos livros e do modo como a Audrey está contando essa história... Se bem que junho me deixou ainda mais irritada - mas isso não é coisa para eu comentar agora hahahaha
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Ainda não consegui iniciar a leitura dessa série, mas pelo que ando acompanhando as resenhas, a cada volume Mia amadurece bastante e nesse é bem legal ver que ela está tentando ver a vida de uma forma diferente e que Tai (quero um para mim) a está ajudando nessa jornada.
    Adorei saber suas impressões e me deixaram com mais vontade de ler logo todos os livros.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Não li ainda a série, pois acho que não concordo muito com a romantização da prostituição e também como a autora tem trazido alguns temas. De todas as resenhas que já vi o mês de agosto, foi o que me chamou um pouco de atenção, e este mês de maio acho fraco quanto ao conteúdo.

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?
    Fui no evento que teve aqui no Rio para uma amiga e ela é um amor <3 Muito fofa, ainda não dei uma chance para o livro dela, mas tenho vários amigos que gostam.
    Gostei muito da sua resenha!
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir