Crepúsculo

Resenha: Vida e Morte

09:00

OI meus amores tudo bem? 
Que tal mais uma resenha heim? Vamos lá então. 

Titulo: Vida e Morte
Autora: Stephenie Meyer
Páginas: 391
Ano de Publicação: 2015
Gênero:  Fantasia
Editora: Intrínseca
Nota: 4/5
Sinopse: O clássico de Stephenie Meyer revisitado 10 anos depois.
Novamente, os leitores vão se apaixonar pela arrebatadora história de amor de Bella e Edward... ou, quem sabe, será uma primeira vez. A edição especial de aniversário inclui um conteúdo extra e exclusivo: Vida e morte, nova versão em que autora inverte o gênero dos principais personagens.
Em Vida e morte os leitores vão se maravilhar com a experiência de ler a icônica saga de amor agora pelos olhos de um adolescente que se apaixona por uma sedutora vampira. Numa publicação ao estilo “vira-vira”, a edição comemorativa traz mais de 400 páginas de conteúdo extra, além da nova capa, com Crepúsculo de um lado e Vida e morte de outro. Os milhares de fãs de Bella e Edward não vão querer perder a oportunidade de ver seus tão queridos personagens em novos papéis.
“Fico maravilhada que já se tenham passado 10 anos da primeira edição de Crepúsculo”, comenta a autora Stephenie Meyer. “Para mim, esse aniversário é uma comemoração dos fãs, que sempre foram inacreditavelmente dedicados e apaixonados." (SKOOB) 

 Antes de qualquer coisa eu preciso deixar aqui uma opinião,  minha opinião tá pessoal...mas eu não gosto e acho totalmente errado esse negócio de "gêneros trocados" desde a primeira vez que vi anunciarem o livro isso já me incomodou.

Falando assim parece que Edward virou mulher e Bella, homem, e só!

E isso é um erro, não foi o que aconteceu. O que vimos ali é o seguinte: um garoto de 17 anos que conhece uma menina, da mesma idade, que por acaso é uma vampira.Tudo bem, é a mesma história? Sim! Mas são outros personagens, com características próprias e diferentes dos anteriores inseridos no mesmo contexto de Crepúsculo!

" - É Edythe. Ela é gata, é claro, mas não perca seu tempo. Ela não sai com ninguém. Ao que parece, nenhum dos caras daqui é bom o suficiente para ela."
Não preciso falar do que se trata por razões óbvias não é? Um garoto se muda para a cidade de Forks, para morar com o pai e conhece uma menina misteriosa na escola... Exatamente a mesma história!
Então vamos falar das diferenças.

Beau, é a criatura mais irreal e impossível de existir que eu já vi em um livro! E isso me decepcionou, pois era de se imaginar que 10 anos depois a autora mudaria isso. Coisas como cair sem motivo, se embaralhar com os próprios pés, ser extremamente descoordenado acompanham a vida dele como uma constante. E vamos combinar que ninguém é tão atrapalhado assim.

"Torci para ela não ligar os olhos de hipnose e me obrigar a falar a verdade, porque o que eu sentia no momento era... euforia."
 Edythe por outro lado é descolada, debochada, divertida e... do nada...se apaixona perdidamente pelo mais improvável ser humano da cidade...algo a ver com ele ter um cheiro irresistível para ela...

" - Nunca sofri um acidente Beau. Nunca fui multada. - Ela sorriu e deu um tapinha na testa. - Detector embutido de radar. - Mãos no volante Edythe."
Então começam todos aqueles vai e vens que já conhecemos até que eles resolvem tentar se aproximar, se conhecem melhor, se envolvem e Bum!! O final não é o que eu esperava. O livro não termina da mesma maneira que o outro e disso eu gostei! Um final alternativo que nos mostra o que teria acontecido se o final da Bella e do Edward tivesse sido de outra maneira!

Confesso que no início da leitura eu me enrolei toda querendo descobrir qual novo personagem substituía o antigo e querendo ver a Bella ali, mas não dá pra ler assim e só quando eu parei com isso e encarei como uma nova leitura eu consegui fazê-la fluir.  E digo que gostei!

Tirando o mimimi do Beau e a eterna incerteza dele, que eu acho que foi exagerado, o livro foi bem interessante.


Eu li o livro físico e lá pela página 100 eu comprei o e-book porque algo me irritou muito e eu queria comparar, a quantidade de erros foi imensa, mas erros de gênero, tipo ele no lugar de ela, dele no de dela, e assim por diante. Isso não se deve a mudança de personagens, pois há cenas novas, poucas, mas há e mesmo nessas cenas eu vi esse tipo de erro. Não entendi o porquê disso, mas me incomodou, por mais de uma vez eu fiquei com vontade de pegar uma caneta e arrumar isso no livro.
" Tropecei várias vezes, caí uma vez, equilibrando-me com as mãos, arranhando-as na calçada, e depois me levantando e caindo de novo. Mas enfim consegui chegar à esquina."
Tem umas cenas diferentes, umas sequências que não vemos no livro anterior, mas é de se esperar, visto que agora a vampira é uma mulher e o pobre coitado sofredor e indefeso, um homem.

No geral eu gostei do livro, impliquei pra caramba com o Beau, e com umas cenas e choradeiras dele que não cabem para um homem, mas é como eu disse, a autora teve sua chance de mudar isso e não o fez. Penso que ela quis mostrar o humano fraco e que precisa de proteção, se foi isso... conseguiu!!

O livro físico  vem em edição vira-vira, o que eu achei bem legal! a capa é bem parecida com a do Crepúsculo, o que também gostei, achei que combinou bem com as histórias, tanto a anterior quanto a reimaginada.

Se você encontrar essa resenha em outro blog, não pense que é plágio!
Eu publiquei no meu Blog Eu Pratico Livroterapia e trouxe para cá, como convidada da Karine.

Então é isso espero que tenham gostado
Beijinhos



Você vai gostar de ler também...

19 comentários

  1. Olá adorei a resenha. Sou mega fã da Saga Crepúsculo, comprei este especial de 10 anos, mas confesso que estou com medo de ler e me decepcionar como fã, pois já ouvi muita gente falar mal. Contudo, você abordou a resenha de uma maneira bem legal que me convenceu a tirar da estante e ler! Parabéns pela resenha e pelo blog, abraços.
    http://entrelinhaseafins.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nathalia.

      Penso que decepção não acontece se tu for de cabeça aberta. O lance de Gêneros diferentes é legal e tal. ..incomoda a fragilidade do cara....mas nada que decepcione...vai fundo menina!

      Bjs

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  2. Olá Denise
    Eu não li a saga e só assisti ao segundo filme, então pode-se dizer que não sou fã de crepusculo, mas tinha achado interessante o 'negócio' de fazer personagens invertidos. Agora como você diz que não é nada disso fiquei meio indecisa.
    Gostei muito da sua resenha e foi bem importante saber desses detalhes como a indecisão do nosso protagonista porque isso é muito importante para mim gostar ou não de um livro.
    Beijos

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daniel e. Pois é. ..essa indecisão do personagem me irritou...hehe...mas olha se puder, leia sim. Tu tira tuas próprias conclusões...eu no fim das contas, gostei. ...

      Bjs

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  3. Olá Denise,
    Particularmente, gostei muito da trama e me envolvi bastante com ela. Achei a troca de personagens reais e a Tia Steph conseguiu nos dar o famoso E Se.. que sempre pensamos ao ler o primeiro livro.
    Gostei da sua resenha e, concordo contigo, a quantidade de erros é imensa. Senti que eles pegaram o livro em word e substituíram apenas o nome em alguns momentos.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha, falou tudo...parece mesmo que só substituíram os nomes...

      mas apesar disso, eu gostei...

      bjs

      Excluir
  4. Uma coisa eu não posso negar essa edição está muito linda. Mas depois de tanto tempo eu não teria coragem de encarar essa história novamente. Mesmo com os personagens trocados para mim continua sendo a mesma coisa.
    Não fiwyei curiosa com o livro sinceramente...
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hehe...nem eu tinha ficado! até ler, aí gostei...

      Excluir
  5. Oi Denise!
    Olha, eu sou atrapalhada, mas não tanto assim como os personagens dos livros rsrs. Eles são quase um perigo para a humanidade, não conseguem nem ficar em pé sem cair kkk
    QUanto a história, ainda não tive a oportunidade de ler o livro, e vou deixar para outra hora. Vou deixar para aqueles momentos que quero uma leitura despretensiosa onde não vou me apegar a nenhum dos mimimi dos perosnagens. rs
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é, eu recomendo mesmo como uma leitura despretensiosa, sem esperar muito, vale a pena...

      bjs

      Excluir
  6. Olá, Denise. Sou apaixonada pela saga Crepúsculo, entao quero muito ler Vida e Morte. Assim que eu conseguir uma brecha em meu salário irei comprar ele. Que triste que os personagens tiveram algumas atitudes dispensáveis, bem lamentável. Mas mesmo assim, estou com muita expectativa a respeito. Adorei a resenha e a capa do livro está ótima.

    ResponderExcluir
  7. Ainda não comprei, acredita? Sou fã da saga e não comprei, detalhe. Mas estou doida para ler! Gostei da sua resenha, só me deixa ansiosa. Beijos e sucesso!

    Carolina Gama

    ResponderExcluir
  8. Eu gosto muito da saga Crepúsculo, mas não sei se leria esse livro. Gostei da resenha, e essa edição deve ser triste na hora da leitura e tanto até um desânimo na hora de ler.
    https://nerdbookblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  9. Oie

    O lance dos gêneros trocados também me incomoda.
    Eu gosto de finais alternativos e gostei da sua resenha. Mas nunca fui fã de Crepúsculo e acho que não leria esse também, não me atrai muito o tipo de leitura.

    Bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá!

    Não consigo gostar dessa série. Desde que li, logo que lançou, simplesmente desencantei com o gênero. Que pena que há tantos erros durante a história, que a editora os revise na próxima edição.

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi!!


    Denise, eu comentei isso hoje em outro blog então desculpa se estou sendo repetitiva. Mas, pq essas autoras sismam de ter a mesma história com praticamente os mesmos personagens e apenas mudando a narração? Sério, faz outro livro, muda tudo, desapega (OLX) rs (Não pude deixar de brincar). A Meyer parece que não quer sair da terra do nunca, no caso dela de Forks!
    Beijos e desculpa ter sido tão, tão..... sei lá. Mais dá vontade de bater nessas mulheres para que a imaginação volte a fluir.

    ResponderExcluir
  12. Oi, crepúsculo foi um dos primeiros livros que li quando comecei a virar leitora, me lembro de ter gostado bastante, mas acho que Vida e Morte não é algo que eu leria, percebo que haveria muitas semelhanças entre ambos os livros e isso me incomodaria bastante.

    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

//]]>